20 imagens de 10 zonas proibidas no mundo, fotografadas ilegalmente por drones

20 imagens de 10 zonas proibidas no mundo, fotografadas ilegalmente por drones

Uma bobina gigante de Tesla na Rússia, a destruição na Síria ou a misteriosa Área 51. Dez aventureiros sobrevoaram os lugares onde ninguém pode entrar. As imagens estão aqui.

As leis tiveram de mudar quando os drones começaram a sobrevoar as cidades do mundo inteiro. A tecnologia dos aparelhos não tripulados permitiu ao mais comum dos mortais vaguear por lugares nunca antes vistos de cima. E estas imagens provam isso mesmo: vários aventureiros fotografaram por drone lugares onde até entrar é proibido.
Depois de o fazerem, muitos foram obrigados a deixarem os países onde viviam.
Seja por ser perigoso, pela segurança interna ou simplesmente por se tratarem de locais secretos de regimes menos democráticos, estes dez lugares permaneciam na escuridão do conhecimento do mundo… até agora.
Veja vinte imagens de lugares proibidos captados por drones na fotogaleria.

Spitsbergen, Noruega. Tem mais de 39 mil quilómetros quadrados e é a localização de um bunker que foi criada pelo governo norueguês em 2007.
É uma espécie de Arca de Noé onde se guardam as sementes das mais variadas plantas do mundo, em caso de desastre nuclear ou de extinção devido a alterações climáticas.


Bobina de Tesla, Rússia. É uma invenção de Nikola Tesla que produz descargas elétricas a vários metros de distância.
Fica a 40 quilómetros de Moscovo e é constantemente vigiada.


Tar Heel, Estados Unidos. O drone de Marcos Devries desvendou as práticas da Smithfield Foods, uma empresa de carnes.
Os desperdícios da matança dos animais são enviados para um lago artificial (sim, o vermelho é de sangue).


Debaltsevo, Ucrânia. São as imagens que mostram o resultado dos conflitos entre as forças militares pró-russas e as ucranianas.
Esta zona chama-se "caldeira de Debaltsevo" por causa de uma batalha que ali ocorreu em fevereiro de 2015.


Área 51, Estados Unidos. É uma região secreta do governo norte-americano onde se fazem experiências ou tratam alguns dos dados mais confidenciais dos EUA.
Por isso é a base militar que muitos associam a avistamentos de extraterrestres e experiências peculiares.


Fukushima, Japão. Quando um tsunami, após um sismo de magnitude 9, sacudiu Ōkuma, um outro desastre nuclear destruiu a central nuclear Fukushima.
Mais de 150 mil pessoas deixaram a cidade, fazendo dela um lugar fantasma.


Kazantyp, Crimeia. A central nuclear da Crimeia é uma construção deixada a meio. Começou a erguer-se em 1976, mas a instabilidade geológica obrigou a abandonar o projeto.
Entre 1993 e 1999 realizava-se aqui o festival de música Kazantip ou "Reaktor". Em 2005, o espaço foi comprado por privados.


Pripyat, Ucrânia. Foi o palco do maior desastre nuclear da História da humanidade. Esta foi a cidade mais contaminada após a explosão na central nuclear de Cherbnobyl.
Este é o sistema antimísseis que se encontrava junto a Chernobyl, o Duga-3.


Cidade Proibida de Pequim, China. Trey Ratcliff foi expulso da China depois de captar estas imagens. O espaço pode ser visitado em determinados horários, mas sobrevoá-lo é proibido.
Aqui pode visitar-se o palácio imperial e a sede do governo chinês.


Homs, Síria. Foi em tempos a terceira maior cidade da Síria, mas está em ruínas desde que a guerra civil eclodiu em 2011.
Aleppo, Síria. A destruição foi filmada por aviões não tripulados e mostra o rasto deixado pela guerra.

#Spitsbergen #Tesla #Tar Heel #Debaltsevo #Área 51 #Fukushima #Kazantyp #Cidade Proibida #Aleppo
A Vida De Mahatm

Autor: Louis Fischer; Editora: Mel

14,50 €
Caminho de Sangu

A luta contra o projeto da Al-Qaeda

19,90 €
Kissinger

1923-1968 : O Idealista

29,90 €
O Cep - Os Milit

de António José Telo, Pedro Marquês De Sousa

40,00 €
Quem é Charlie?

Sociologia de uma crise religiosa

17,90 €
Renamo uma desci

Dossier Makwakwa

12,15 €

Copyright © 2019 Loja do Adriano - Todos os direitos reservados